quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Chamados para andar com Cristo



“Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” (Mateus 11:28-30)
AQUELE QUE CHAMA:
            Para que conheçamos aquele que chama os pecadores para si, importa que encaremos de perto as palavras do verso 25. Nosso Senhor nos mostra ali que é impossível para os homens conhecerem as duas Pessoas da divindade: o Pai e o Filho. A glória de Deus e o viver da divindade estão incomparavelmente distantes da compreensão e do acesso de pobres seres humanos. Ora, devemos saber que a principal função do pecado na queda foi nos arrancar dessa bênção da glória de Deus. A porta foi fechada e fomos atirados para ficar distantes do local de amor: “Pois todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” Romanos 3:23).

            Também, nem sequer os homens podem dar um passo para esse lugar de glória e de intimidade. O lugar onde os homens se sentem à vontade é no território do pecado; o lugar onde eles encontram sua tosca felicidade é distante de Deus e da sua glória, além do fato que o que lhes espera na eternidade é serem atirados para longe de Deus e da glória do seu poder (2 Tessalonicenses 1:9). Posso assegurar também que não há um homem sequer entre todos os bilhões que nasceram, morreram e que ainda vivem que interessa a Deus: “Que é o homem, para que dele te lembres?”. Outro detalhe é que a glória de Deus é aterrorizante para pobres mortais como nós; vê a glória de Deus, mesmo que seja uma partícula dela é suficiente para que caiamos mortos imediatamente. Nem os anjos conseguem suportam essa presença irradiante.
            Além de tudo, não há escola que possa explicar infinita, santa e radiante comunhão. Ninguém pode conhecer o Pai, senão o Filho. Que palavras que nos levam à profunda humilhação! É claro que nós os crentes, os santos teólogos procuramos ao máximo se aprofundar no conhecimento da Palavra, a fim de trazer um tratado bíblico acerta da doutrina de Deus. A Bíblia nos cerca de preciosos ensinos acerca dessas Pessoas, mas o fato é que em Mateus 11:25 estamos presenciando a santa comunhão de amor, prazer, alegria e sentimentos mútuos entre essas duas Pessoas, e para isso somos incapazes de entrar e descobrir essas riquezas.
            Mas eis que somos surpreendidos pela palavra da graça, pois nosso Senhor imediatamente mostra que Deus abriu o cenário dessa comunhão familiar aos homens. Como? Inicialmente ele afirma que as portas do conhecimento de Deus estão fechadas e trancadas para os sábios e instruídos. Para Deus os mais ilustres em conhecimento, capacidade e poder aqui, perante os olhos do Senhor não passam de medíocres. Vemos neste mundo como os homens se gabam de suas habilidades, destreza, sabedoria. Eles utilizam suas capacidades dadas pelo próprio Deus, a fim de usá-las como instrumentos contra o próprio Deus. São os que se consideram cientistas, filósofos e doutores que mais trabalham loucamente na tentativa de destronizar Deus de sua glória. Mas a verdade é que eles nem sabem o quanto são desprezados pelo Senhor e que em nada são úteis para Deus.
            A porta desse conhecimento está aberta para quem? Nosso Senhor declara que o Pai revelou seu conhecimento e o conhecimento do Filho aos pequeninos. Quem são eles? Será que são as criancinhas do mundo? Claro que não! Tomemos a linguagem do Senhor em Mateus para mostrar que Ele é o primogênito entre muitos irmãos; que esses irmãos são aqueles que Ele veio buscar e salvar; são aqueles que ele mesmo em sua graça chama à salvação eterna. Que preciosa lição! Os salvos são chamados para serem participantes da glória, comunhão e intimidade existente entre o Pai e o Filho.




Autor: Pastor David Sena
Disponível em: http://oevangelhodagloriadecristo



Esta mensagem pode ser usada, impressa, republicada, mas qualquer que seja o uso deve-se citar a fonte.

Conheça nossa página no Facebook e curta RESTAURAÇÃO DA PALAVRA





           

Comments system