quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

T. Austin Sparks x Witness Lee: um relato vivido pessoalmente sobre igreja com base na localidade.

1. Introdução e História:

Eu (Davi Feo) decidi transcrever a mensagem liberada por T. Austin Sparks em Taiwan no ano de 1957. Essas mensagens foram liberadas em Taiwan em Janeiro de 1957. Essa foi a nona mensagem de um série de 14 mensagens intitulada “O Persistente Propósito de Deus” por T. Austin Sparks. A mensagem que eu transcrevi esta baseada na visão do templo de Ezequiel registrada em Ezequiel 40-48. Eu marquei os minutos da mensagem na transcrição de modo que possam fazer referencia entre a mensagem de áudio e a transcrição. Se encontrarem algum erro na transcrição, por favor, me informem. Essa mensagem tem aproximadamente 50 minutos.
Eu transcrevi isso em aproximadamente 75 minutos. Em outras palavras, não é um trabalho profissional, mas darei a vocês um bom ponto de referencia! Se tiverem tempo, eu os encorajo a ouvir toda a mensagem (que esta em inglês). Meu testemunho (e opinião) é que esse falar foi profético e algo que o Senhor queria que T. Austin Sparks falasse. Ele indica esse fato durante a mensagem. Ele fala sobre a verdade em amor, embora não tenha sido bem recebida por Witness Lee.


Aqui, segue um motivo adicional pelo qual eu transcrevi essa mensagem.

Essa mensagem em particular foi seguida por um debate entre Witness Lee and T. Austin Sparks concernente a “base da localidade”. Esse debate é mencionado no Testemunho de Harold Hsu. Herald não foi uma testemunha direta dessa discussão, mas uma testemunha da reação de Witness Lee em conseqüência aos pensamentos e crenças de T. Austin Sparks. Harold Hsu faz referencia da mensagem que transcrevi em seu testemunho.

Essa mensagem deixou Witness Lee nervoso.

Para aqueles que conhecem mais sobre a historia das igrejas locais de Witness Lee, esses eventos com T. Austin Sparks iniciaram os eventos da primeira chamada “rebelião” como foi apresentado por Witness Lee. Houve um grande numero de santos em Taiwan que acabaram seguindo o caminho recomendado por T. Austin Sparks e não o caminho de Witness Lee. Lee acabou criticando T. Austin Sparks dizendo que ele viu muitas coisas, mas que não tinha visto a questão da igreja da maneira que ele tinha visto (ex.: a base da localidade).


2. Trecho aplicável do testemunho de Harold Hsu:

Quando T. Austin Sparks visitou Taiwan pela primeira vez, Witness Lee o apresentou e falou: “O ministério do irmão Sparks foi introduzido e se espalhou para toda a China por meio de Watchman Nee. Nos trabalharemos junto com ele”. Treze meses depois T. Austin Sparks veio novamente a Taiwan. Isso foi em Janeiro de 1957.

1957 – Comunhão especial sobre a lei da Localidade entre T. Austin Sparks e Witness Lee

Uma sexta-feira a tarde em 1957, Witness Lee me pediu (o único obreiro) para permanecer em Taipei, porque ele iria conversar com T. Austin Sparks sobre a Lei da Localidade (ou base da igreja). Um total de 5 pessoas participaram daquela reunião: T. Austin Sparks, Poul Madsen, Witness Lee (李常受), Zhang Wu-chen (張悟晨), e Zhang Yu-lan (張郁嵐).

Eu permaneci no andar debaixo na casa dos obreiros esperando para ouvir o relato. A reunião terminou antes das 21:00h. Witness Lee veio imediatamente para a casa dos obreiros falar comigo. “Eu (Lee) perguntei ao T. Austin Sparks: Se houver cinco diferentes grupos cristãos na cidade de Taipei, qual é a igreja real? Ele (T. Austin Sparks) pensou um pouco e respondeu: Se os cinco grupos cristãos são de fato nascidos de novo pelo Espirito Santo (eles tem Cristo em seus coracoes), então, todos eles são a igreja, porque a igreja eh medida por Cristo.”

Os trés chineses que ali estavam eram profundamente influenciados pelo ensinamento de Watchman Nee concernente a Lei da Localidade ou Base da Igreja. T. Austin Sparks viu em suas faces que eles não concordaram com que ele dizia, e perguntou-lhes: “O que vocês querem dizer com a Base da Igreja?” Witness Lee disse: “Aplicado pelo “tipo” do Velho Testamento, Israel não podia construir o templo na Babilônia, ou no deserto, mas apenas em Jerusalém, que era a base original”. T. Austin Sparks falou: “Sim, mas qual é a base original de Jerusalém?” Lee respondeu: “E onde o Espirito Santo pela primeira vez edificou a igreja em uma localidade, uma igreja em Atos”.

T. Austin Sparks imediatamente reconheceu que era o ensinamento do livro “Repensando nossas missoes” de Watchman Nee (1939 publicado em Honor Oak), então ele falou: “Isso é a tua interpretação! Ate onde eu sei a Base real da Igreja nao é uma localidade, uma igreja, mas é o próprio Cristo!” Quando eu ouvi isso foi um choque para mim, pois eu também estava apoiado ao ensinamento de W. Nee aquela época. Foi um grande choque pra mim pessoalmente perceber que a base original de Jerusalém não é uma localidade, uma igreja, mas sim, o próprio Cristo!

Então, Witness Lee argumentou com T. Austin Sparks dizendo: “Nos dizemos que a Base da Igreja é uma localidade, uma igreja significando a Unidade em uma cidade”. T. Austin Sparks falou: “Se você quer dizer que a base da igreja significa a unidade em uma cidade, isso significa que você concorda com a minha opinião, e discorda da de voces! O ensinamento de uma localidade, uma igreja ou qualquer outro ensinamento não pode trazer unidade entre os Cristãos. Somente o próprio Cristo pode trazer a verdadeira unidade crista, não somente em um lugar, mas também em outros lugares! A verdade é: Coisas dividem, Cristo une!” Quando eu ouvi isso, foi o segundo choque para mim; de fato, o ensinamento da base da igreja desmoronou dentro de mim e eu abandonei totalmente aquele ensinamento a partir daquele momento.

Witness Lee Argumentou novamente, mas T. Austin Sparks disse: “Se você segue o guiar do Espírito Santo e faz algo de acordo com os exemplos do Novo Testamento, isso é bom, mas não diga que é o ‘único caminho’! O Espírito Santo é muito grande para ser compreendido”. (Como eu entendi ele quis dizer: Não diga que todos os outros grupos Cristãos são todos concubinas e não são a Igreja). Então, T. Austin Sparks disse: “Não ha necessidade de prosseguirmos com esse tipo de reunião!” E imediatamente a reunião terminou.

Antes das 21:00h, Witness Lee veio até mim na casa dos obreiros, onde eu estava aguardando e me falou tudo que descrevi acima, e falou: “Nos nunca mais convidaremos T. Austin Sparks em nosso meio novamente!” No entanto, porque eu estava totalmente mudado com o que eu havia ouvido, eu argumentei com ele até meia noite – de fato, ate 1:00 da manha. Uma coisa que eu me lembro de ter dito foi: “T. Austin Sparks nunca teve a intenção de controlar ou capturar a obra, ele somente ministra Cristo para nos! Se você não trabalha com ele ou rejeita seu ministério, que é o próprio Cristo, então isso significa que você esta impedindo a entrada de Jesus Cristo (Ap 3:20)! Essa é uma questão séria e perigosa!” Finalmente, o irmão Lee pareceu estar convencido por mim e falou: “Eu trabalharei com ele (TAS) novamente!” E eu estava mais satisfeito. Eu disse para o irmão Lee, “Se o irmão Watchman Nee estivesse aqui essa noite, ele teria mudado sua posição com relação a Lei da Localidade!” Mas o irmão Lee pareceu discordar de mim (Essa conversa foi na sexta-feira a noite).

Na segunda-feira seguinte pela manha, o irmão T. Austin Sparks continuou suas mensagens sobre “O Persistente Propósito de Deus”. Quando ele falou (capitulo 9, pagina 69 de livro com o mesmo título) ele disse, “Nos precisamos ser muito cuidadosos para não tornar Cristo, ou Sua igreja, menor do ela realmente é. Nos não podemos tornar Cristo menor do que Deus o fez. Não podemos torná-lo apenas o nosso Cristo, nosso pequeno Cristo, o Cristo que pertence a nos, o Cristo da nossa localidade particular!”

Witness Lee não gostou de traduzir esse parágrafo para o chinês! No mesmo dia, por volta das 15:00h, Witness Lee veio para a casa dos obreiros para me ver. Irritado, ele bateu na mesa e gritou comigo, “Nós nos apegamos a Base da Igreja, porque nos tornamos uma pequena igreja, um pequeno Cristo?” Eu estava atônito e profundamente calado! Estava claro que W. Lee já não mais serviria junto com T. Austin Sparks no futuro!

Toda essa conversa foi privada, não em publico. Eu arrazoei, “Independente de Witness Lee servir com T. Austin Sparks ou não, já não importa! Eu havia encontrando uma Nova Bíblia (vendo em todo lugar o Cristo Vivo) através do ministério do irmão T. Austin Sparks por meio do Espírito Santo! A maior necessidade de toda igreja local é comida espiritual (o Cristo vivo). Os princípios elementares de Cristo (Leite espiritual) são bons, mas não são suficientes; nos devemos avançar e aprender obediência por meio dos sofrimentos para alcançar a maturidade (alimento sólido). Se os princípios elementares se tornam meras tradições, nos perdemos o frescor e impacto de vida: ‘As uvas de Escol tornam-se secas’ (Números 13:23). Nos temos que habitar Nele e ministrar nova luz e vida – o novo Cristo vivo da Bíblia – e alimentar os Cristãos com alimento sólido.

Agora eu comecei buscar isso na Bíblia! No final de 1958, Witness Lee me enviou a Gao-Xiong (a segunda maior cidade de Taiwan) para servir. Seguindo o guiar do Espírito Santo eu me preparei para deixar de cooperar com o irmão Lee na obra. Graças ao Senhor, minha esposa arrumou um emprego como professora numa escola de ensino médio em Gao-Xiong. Desde então, eu nunca mais participei das reuniões de cooperadores do irmão Lee.



3. Meu Sumario de Pontos chaves da Mensagem de Áudio

A mensagem esta baseada na visão do Templo de Ezequiel em Ezequiel 40-48. Esses primeiros pontos estão fora da ordem cronológica. Isso veio no meio da mensagem, mas soou para mim como aplicado a mensagem em sua totalidade. Isso faz muito significado na luz do testemunho de Harold Hsu que diz que Witness Lee tinha tido uma discussão com T. Austin Sparks com relação a “base da localidade”. Essa mensagem foi liberada depois que eles tiveram uma discussão significativa sobre esse ponto, com outros envolvidos. Sparks sentiu-se guiado pelo Senhor para falar essa mensagem aos que estavam ali em Taiwan.

Nota: Cada reticência (...) na transcrição abaixo representa uma pausa dada pelo irmão Sparks quando Witness Lee deveria traduzir sua mensagem para o chinês para os irmãos que estavam participando daquelas reuniões.

Confissão de T. Austin Sparks sobre o ímpeto por trás dessa mensagem - 31:29-33:00

Eu devo dizer aqui que eu tive um profundo exercício diante do Senhor essa manha, e senti que deveria colocar pra fora toda essas coisas... E livrar-me desse aglomerado de material... E perguntar ao Senhor agora, “O que é isso que o Senhor quer me dizer?...O que o Senhor quer que essas pessoas saibam?” E aqui estão algumas das coisas que Ele tem definitivamente posto em meu coração para falar a vocês.

O resto dos pontos estão em ordem que foi falado na mensagem de áudio.

Admoestação concernente a tentativa de “montar a igreja” ou “praticar a Igreja” - - 0:00-13:29

“Tem uma coisa que eu e você devemos ser bem cuidadosos em evitar… E isso trata-se de resolver as coisas espirituais num sistema técnico... De ser levado pelas técnicas da casa de Deus... Esse é um grande perigo... E eu quero enfatizar isso essa manha... Aqui esta essa grande quantidade de material e detalhes todos juntos alem da nossa capacidade de segurar...Se tivéssemos que resolver isso com um mero sistema técnico, nos poderíamos facilmente destruir a vida”.

“Especialmente aqueles que tem responsabilidade... Esteja atento a esse perigo… Seria muito fácil para essa bela obra que Deus esta fazendo se tornar apenas um sistema técnico... Você pode ter todas as regras e todos os princípios e perder a vida... Estou quase claro que vocês me permitirão dizer isso para vocês... Esse é um perigo que eu tenho lutado por muitos anos... Esse tem sido meu alvo principal, tentar evitar isso... Nos não queremos ver pessoas saindo por ai dizendo isso deve ser feito dessa maneira... é assim que eles fazem em Taipei e nessa outra cidade. Espero que o Senhor nos livre disso...Você não pode simplesmente colocar as pessoas num sistema e fazê-las viver... Tenho quase certeza que vocês vêem a importância disso”.

A Casa de Deus e a Lei da Casa de Deus é Santidade - 13:29-18:29

“Ha uma lei na casa... Deus é bem particular em coisas pequenas... Cada pequena coisa tem sua própria medida... é uma medida que é dada por Deus... Você não tem permissão de fazer isso menor ou maior... Aquilo deve expressar exatamente a mente do Senhor”

“Na visão da Casa de Deus não é apresentado um sistema... Ele não estava apresentando uma organização... Ele estava apresentando uma pessoa... Essa é a pessoa do Seu filho... Essa é uma casa espiritual... Não um sistema de verdade.”

“A Lei dessa casa é santidade de vida”

A Casa de Deus, A Igreja e nossa percepcao - 18:29-31:29

“Nos devemos ser muito cuidadosos para não tornar Cristo, ou Sua igreja, menor do ela realmente é... Nos não podemos tornar Cristo menor do que Deus o fez... Não podemos torná-lo apenas o nosso Cristo… nosso pequeno Cristo... O Cristo que pertence a nos... O Cristo da nossa localidade... Temos que ser bastante cuidadosos para não tornar Cristo menor do que Deus o fez... E não devemos fazer a igreja menor do que Deus a faz... Isso não é nossa pequena igreja... Não é a pequena igreja de pessoa alguma... Isso é muito maior do que nossos pensamentos... Vai muito além da nossa imaginação... Isso é um grandioso Cristo e uma grandiosa igreja...Aqui novamente devemos nos guardar contra os perigos... Esse é o perigo sempre presente de reduzir o tamanho de Cristo e da Igreja.”

Primeiro aspecto da Casa de Deus – Gloria com santidade - 33:00-40:29

“O que traz valor é isso... Que a real compreensão da igreja nos fará maior e não menores... Não tem nada que nos salvara mais da pequenas do que a verdadeira compreensão de Cristo... Se nós nos tornamos pequenos ou se a obra se torna pequena em sua mente, então, não tem compreensão de Cristo”.

“Primeiro de tudo, é o lugar da glória de Deus”

“Essa casa é a casa da gloria de Deus...E você nota que todos os setenta versículos lidos dizem que a gloria é a gloria de santidade... Não é apenas algo resplandecente...é uma condição espiritual... Nenhuma macula tem espaço aqui… Nenhum corpo morto tem espaço aqui… Não há morte ou corrupção aqui… A Gloria é a Gloria de santidade… Onde corrupção e morte foram removidas… Lembre-se que a Gloria depende da condição espiritual... ela depende da santidade.”

Segundo aspecto da Casa de Deus – Governo e Liderança - 40:29-47:29

“Lembre-se que essa é uma casa celestial... A sede do seu governo não é uma igreja na terra... Ainda que esteja em Roma ou qualquer outro lugar... A sede do Seu trono é no Céu.”

“Nos realmente só estamos debaixo desse governo de Deus quando nos estamos numa posição celestial”

“Bem, o que nos temos no livro de Atos coloca isso claramente diante de nos… Lá a igreja esta debaixo do governo dos céus… E é uma igreja muito eficaz... Quando a igreja esta debaixo do governo humano ela perde sua eficácia... O governo requer uma posição celestial”.

“O governo dessa casa é o governo do Espírito Santo... O Espírito Santo usa os homens... Ele devera escolher os que serão chamados presbíteros... Mas tem uma grande diferença entre oficial e espiritual... Você pode ser o que é chamado de presbítero oficialmente e não ser um espiritualmente... Se você é um presbítero espiritualmente, você será compelido a tornar-se oficialmente... Sua medida espiritual será reconhecida... E independentemente de você ser feito um ancião ou não você será um espiritualmente... O governo, eu estou dizendo, é espiritual... Os homens no Novo Testamento foram descritos como homens cheios do Espírito Santo... Eles eram os apóstolos, eles eram os anciãos, eles eram os diáconos... Há uma coisa que os fez ser o que eram... Homens cheios do Espírito Santo.”

Terceiro Aspecto da Casa de Deus – Testemunho de Vida - 47:29-52:29

“Essa casa é um canal ou um vaso da vida de Deus... De uma casa como essa flui vida... é a partir disso que a vida flui... Você não tem que começar o fluir de vida... Você não tem que fazer essa vida... Essa vida vem do manancial... Você não coleta baldes de água... E depois tenta jogar pra fora dessa casa... Não tem nada artificial nisso... Não tem nada de segunda-mão...Não tem nada de coisas feitas por homem nisso.”

“Uma casa onde o Senhor esta... A partir daquela casa a vida flui... O testemunho por si só esta naquela vida... João falou, “esse é o testemunho”... Você quer saber o que é o testemunho?... O testemunho não é um sistema de doutrinas ou ensinamento… O testemunho não é uma técnica… Esse é o testemunho… Que Deus nos deu a vida eternal… E essa vida esta em Seu filho… O testemunho esta na vida… E quando o testemunho esta em nos, quando a vida esta em nos o testemunho esta em nos.”

4. 1959 - Um ano trágico para os grupos de Watchman Nee

1959 - Pela soberania de Deus, o ano de 1959 foi o começo de um trágico e terrível ano para os grupos de Watchman Nee (incluindo Witness Lee). A razão: Em abril, depois de uma das reuniões de quinta-feira sobre João capitulo 4, cerca de 20:40h, Witness Lee (com o rosto bravo e face vermelha) fez um anuncio em público quando todos os cooperadores das igrejas de Taiwan e todos os santos locais estavam reunidos juntos em Taipei. Seu anuncio foi:

1. Sua declaração formal: "De agora em diante, não trabalharei mais com T. Austin Sparks”. Isso foi contra seu anúncio público feito em 1955: "Nós trabalharemos com T. Austin Sparks! Ele é como ouro puro, refinado e um diamante processado! Em 1934, Watchman Nee introduziu T. Austin Sparks e espalhou seu ministério por toda a China." Nós ficamos todos alegres em ouvir isso em 1955, essa foi a primeira visita de T. Austin Sparks no Oriente. Watchman Nee também se referiu a T. Austin Sparks como um homem espiritual por diversas vezes enquanto ele estava em Shangai em 1947. Isso quer dizer que, em verdade, Witness Lee disse que ele não mais trabalharia com pessoas espirituais a partir de 1959.

2. Witness Lee fala mal de T. Austin Sparks: Ele usou dialeto Shandong para falar contra T. Austin Sparks, que traduzindo significa: "A mensagem de T. Austin Sparks (pequena igreja, pequeno Cristo) é como um vazamento de gás”.

Quando ouvi essas palavras terríveis de W. Lee meu corpo todo tremeu e meu interior estremeceu. E pensei em meu coração, "Querido irmão Lee, o que você esta fazendo?! Porque? Porque das palavras sujas...que isso não seja nem nomeado entre nos, como é devido aos santos (Efésios 5:3).

3. W. Lee amaldiçoa a si mesmo: Usando as palavras de Jacó, ele disse, "Se ha divisão entre nos, porque me recuso trabalhar com T. Austin Sparks, descerei ao Seol em agonia!" (Gênesis 37:35).

Essa foi a primeira vez que não houve oração no final da reunião, todos foram embora tristes. No dia seguinte W. Lee estava doente. Ele pelos próximos seis meses não ministrou publicamente.

Na verdade, desde 1961, os grupos de Watchman Nee (incluindo grupos de Witness Lee) em Manila e subsequentemente em Cingapura, Bangkok, Hong Konk e Taiwan, todos se dividiram, até mesmo hoje, quarenta anos depois da divisão, aqueles que seguiram o ensinamento e obra da localidade de Nee continuam se dividindo e sendo exclusivistas. Isso é uma tragédia! Em principio, aqueles que seguiram os cooperadores e presbíteros de Witness Lee, incluindo muitos da segunda geração, foram e estão realmente experimentando "descendo em Seol em agonia." Finalmente alguns deles se separaram de W. Lee.

5. Fevereiro de 1997 - Arrependimento de Witness Lee

Em fevereiro de 1997 em uma conferencia especial, Witness Lee fez um arrependimento publico antes de morrer: "Pequei contra o corpo de Cristo, pequei contra muitos irmãos e irmãs, por essa causa, me arrependi profundamente diante do Senhor."

- T. Austin Sparks, Simon Meek, Faithful Luke, Wu Ren-Jie, Chen Ze-Xin, Stephen Kaung, Ma Kui-Chun, Hou Xiu-Ying e centenas e centenas de irmãos e irmãs.

Embora Witness Lee tenha se arrependido, seus seguidores não se arrependeram! Esse é nosso desafio. Precisamos nos arrepender imediatamente e não esperar quarenta anos, ou antes de morrer. Precisamos remir o tempo porque os dias são maus (Efésios 5:16).

Por Davi Feo, quarta, 26 de janeiro de 2011 às 17:38


Fonte:


Esta mensagem pode ser usada, impressa, republicada, mas qualquer que seja o uso deve-se citar a fonte.
Conheça nossa página no Facebook e curta RESTAURAÇÃO DA PALAVRA!.

Comments system